É preciso acelerar o desenvolvimento da Educação de Qualidade no país

set 12, 2013 by     No Comments    Posted under: Notícias

PARA ESPECIALISTAS CONVIDADOS PELO CONGRESSO DO TPE, É PRECISO ACELERAR O DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE NO PAÍS

Primeira sessão do evento discutiu como diferentes áreas veem esse processo

Do Todos Pela Educação, Em Brasília

A aceleração de mudanças na Educação brasileira, visando aumentar a qualidade do sistema e, consequentemente, propiciando o desenvolvimento socioeconômico do País, foi o principal destaque da primeira sessão do Congresso Educação: Agenda de Todos, Prioridade Nacional, que começou na manhã de hoje em Brasília, na sede do Conselho Nacional de Educação (CNE).

A cerimônia de abertura contou com a participação de Jorge Gerdau Johannpeter, presidente do Conselho de Governança do Todos Pela Educação; o ministro da Educação, Aloizio Mercadante; o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) Luiz Cláudio Costa ; a presidente do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), Maria Nilene Badeca da Costa; o presidente do CNE, José Fernandes de Lima, e o vice-presidente da União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) Nacional, Alessio Costa Lima.

A primeira sessão promoveu uma reflexão sobre as oportunidades e desafios de desenvolvimento no Brasil e o papel da Educação para que o processo ocorra de maneira sustentada. Entre os especialistas de diversas áreas do conhecimento – economia, filosofia, sociologia, entre outras –, houve consenso sobre a necessidade de tornar os processos de mudanças educacionais mais velozes no Brasil.

“Precisamos acelerar a mudança. Se continuarmos com um relógio em ritmo pós-1988, vamos continuar melhorando, mas a longo prazo. O desafio é saber como fazer avançar esse relógio”, destacou Fernando Luiz Abrucio,pesquisador e coordenador do curso de graduação em Administração Pública da Fundação Getulio Vargas (FGV-SP). “A mudança não será feita da noite para o dia. A Alemanha, por exemplo, não tinha o conhecimento como valor no século 15.”

Ricardo Paes de Barros, subsecretário da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República (SAE), enfatizou o peso da Educação dentro do processo de desenvolvimento de direitos no País. “Toda variável que meça desenvolvimento humano está relacionada com a Educação”, afirmou.

O aumento do tempo de exposição dos alunos ao ensino e ao conhecimento – ou seja, a Educação Integral, exercida dentro e fora da escola – apareceu como um ponto essencial para fomentar a rapidez necessária para as transformações. “O fundamental hoje é o ensino com mais tempo, caminhando para integral, com metas estabelecidas”, ponderou Sérgio Besserman Vianna, jornalista e professor da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ).

Na síntese da sessão, Fernando Almeida, diretor de Currículo, Avaliação e Formação da Secretaria Municipal de Educação de São Paulo e professor do programa de pós-graduação em Educação da PUC-SP, afirmou que a enorme mudança na sociedade e na economia nas últimas décadas demanda uma mudança estrutural na escola. “A escola tem que reagir porque ela se contrapõe e, ao mesmo tempo, alimenta a sociedade. Ela aparece o tempo todo como elemento de ascensão social”, afirma. “Precisamos de uma coalizão de forças.”

O congresso
A realização do congresso é uma parceria do Todos Pela Educação com o CNE, a Education Above All Foundation, Educate a Child, do Qatar, e o Instituto Natura. A Associação Cidade Escola Aprendiz, o Educar para Crescer, o Inspirare/Porvir e a Fundação Victor Civita são apoiadores do evento.

Fonte: todospelaeducacao.org.br

Got anything to say? Go ahead and leave a comment!

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Newsletter

E-mail:

Inscrever
Desinscrever

Publicidade