PF prende 46 em operação contra fraude em vestibulares de medicina

dez 13, 2012 by     No Comments    Posted under: Notícias

A Polícia Federal prendeu 46 pessoas nesta quarta-feira (12) suspeitas de integrar uma quadrilha que fraudava vestibulares de medicina. A maioria das prisões ocorreu em Goiás.

Fraude em vestibulares de medicina custava até R$ 80 mil

Em São Paulo, foram cumpridos quatro mandados de prisão. Já no Distrito Federal, quatro das cinco pessoas investigadas também foram detidas. Em Goiás, 20 dos 30 mandados de prisão foram cumpridos o final da tarde.

A operação Calouro cumpre 70 mandados de busca e apreensão. A ação é realizada em 10 Estados e no DF.

De acordo com as investigações, que duraram um ano e seis meses, os vestibulares eram burlados de duas formas, conforme a PF: os grupos tinham pessoas que faziam prova no lugar dos candidatos verdadeiros, usando documentos falsos, ou passavam respostas de questões por meio de equipamentos eletrônicos.

A primeira opção custava entre R$ 45 mil e R$ 80 mil. Já o valor para a oferta de respostas, passadas por gabaritos codificados, variava entre R$ 25 mil a R$ 40 mil.

Um desses grupos já atuava há mais de 20 anos, segundo o delegado Leonardo Damasceno, chefe do Núcleo de Inteligência Policial do Espírito Santo.

ESTRUTURA

Damasceno afirma que os grupos tinham estruturas parecidas. Entre os líderes que comandavam as ações criminosas, as investigações levaram à identificação de um engenheiro formado pelo ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica) e de um médico.

Os “pilotos” eram os responsáveis por fazer as provas no lugar dos candidatos ou responder às questões rapidamente para enviá-las. Geralmente alunos de medicina de instituições federais, ganhavam por gabarito feito (cerca de R$ 10 mil) ou por candidato aprovado (R$ 5 mil cada).

Havia também os “corretores”, que “vendiam” a oferta de fraudes a vestibulando. Muitos deles eram profissionais da área de saúde.

A PF ainda faz um balanço do número de presos. A Operação Calouro é realizada em 10 Estados –Goiás, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Tocantins, Rio Grande do Sul, Acre, Mato Grosso e Piauí– e no Distrito Federal.

Fonte: Folha.com

Got anything to say? Go ahead and leave a comment!

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Newsletter

E-mail:

Inscrever
Desinscrever

Publicidade