Ibmec atende mercado e cria cursos…

dez 15, 2011 by     No Comments    Posted under: Destaque, Notícias

Proposta do grupo em parceria com Cepemar é formar profissionais que entendam os dois lados dos negócios.

As profissões “verdes” vão se multiplicar nos próximos anos, na mesma proporção dos esforços para reduzir o impacto da atividade humana no meio ambiente.

A constatação levou os grupos Ibmec Educacional e Cepemar a assinar um termo de parceria para a criação de cursos de gestão ambiental voltados a estudantes e profissionais que atuam ou pretendem atuar nessas áreas.

O lançamento formal será em fevereiro de 2012, inicialmente para tecnólogos, com os cursos sendo oferecidos em Campinas pela Veris IBTA Metrocamp, faculdade pertencente ao Grupo Ibmec. Mas a proposta não para por aí.

“Queremos estender a plataforma de conhecimento em sustentabilidade desde a graduação e aos cursos livres até o MBA e mestrado”, diz VanDyck Silveira, presidente do Ibmec.

Conhecido como uma escola de negócios, com cursos nas áreas de administração, economia e gestão, o Ibmec pretende crescer em outras frentes. Uma delas é se transformar numa universidade politécnica, com cursos de engenharia, eletrônica, química e até de comunicação e marketing. “Vamos criar de 13 a 14 cursos superiores e MBAs”, diz Silveira.

Ele conta que a criação de cursos em gestão ambiental, formação relativamente nova no Brasil, foi uma exigência do mercado. “Toda semana, alguém me pede para fazer isso”, diz. “É enorme a demanda por parte das grandes empresas e não existe um movimento organizado e sistemático por parte das faculdades nessa direção.”

Silveira considera que essa demanda visa mais do que técnicos, mas gestores que pensem no impacto das atividades das empresas no meio ambiente e nas oportunidades de negócio gerados pela mitigação desses impactos.

“São desde engenheiros de óleo e gás que trabalham com a Petrobras, funcionários de extração mineral e indústrias de base, construção, agricultura, pecuária e pesca até turismo e hotelaria”, afirma. De fato, a previsão da Organização Internacional do Trabalho é de que, até 2030, sejam gerados 20 milhões de empregos ligados à sustentabilidade no mundo.

Oportunidades

No Brasil, o relatório “Empregos Verdes: quantos são, onde estão e como evoluirão nos próximos anos”, mostra que o país já tem 2,6 milhões de empregos verdes e a transição para uma economia que leve a menores emissões de gases do efeito estufa pode aumentar a criação desses postos de trabalho.

Silveira acrescenta que o Ibmec não pretende “reinventar a roda”. Sua intenção é se apoiar no conhecimento de empresas do ramo. No caso da gestão ambiental, foi com o Cepemar, grupo que compreende seis empresas que prestam serviços ambientais para grandes companhias. “Nós vimos que os cursos atualmente existentes nessa área não são satisfatórios”, afirma.

“São muito técnicos ou meio ativistas, não formam pessoas capazes de entender os dois lados do negócio.”

Ele explica que além das aulas teóricas, os cursos contarão com equipamentos modernos, como o navio de pesquisa e o submersível do grupo Cepemar. A ideia é estender a formação para além das salas de aula e criar cursos presenciais, mas também à distância e híbridos.

Por exemplo, alcançar os engenheiros embarcados em petroleiros para prospecção de óleo para quando estiverem nos portos prosseguirem com as aulas. Para isso, o Ibmec pretende estender os cursos também para o seu campus no Rio de Janeiro e para o Espírito Santo, onde funciona a Universidade do Mar, que já formou 102 alunos em cursos de extensão e pós-graduação na área marinha.

Fonte: brasileconomico.com.br
Martha San Juan França   (mfranca@brasileconomico.com.br)
15/12/11 13:54

Got anything to say? Go ahead and leave a comment!

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Newsletter

E-mail:

Inscrever
Desinscrever

Publicidade