O que plantar para o futuro?

jul 18, 2011 by     No Comments    Posted under: Carreiras, Destaque, Notícias

Estudo aponta as carreiras mais promissoras para os próximos 20 anos. Gestão ambiental é uma das áreas mais cotadas pelos especialistas

 

Quais são as carreiras mais promissoras nos próximos 20 anos? Essa é uma pergunta freqüente entre os universitários que procuram sucesso, satisfação pessoal e boa remuneração no mercado de trabalho. Para facilitar a indecisão dos futuros profissionais o estudo “The Shape of Jobs to Come” (Como serão os empregos), realizado peal consultoria inglesa Fast Future, apontou as principais carreiras que irão dominar as universidades e as empresas.

 

 

Grande parte das profissões analisadas pela pesquisa é direcionada para tecnologia, meio ambiente e ciência devido aos avanços tecnológicos e preocupação com questões relacionadas à sustentabilidade. “O momento econômico é o principal fator que valoriza uma carreira. As profissões mais promissoras no Brasil são as voltadas para gestão ambiental e engenharia de petróleo” , diz Celso Bazzola, consultor de recursos humanos da Bazz.

 

As universidades mudaram a grade curricular dos cursos para incluir disciplinas que aborde, sustentabilidade.” Cristiane Cortez – professora da FAAP

 

A grande demanda por profissionais especializados em ambiente é outro fator que movimenta as carreiras da área, como engenharia ambiental, hidrologia e consultoria em sustentabilidade. “A falta de profissionais capacitados garante a valorização da área e salário altos”, enfatiza Bazzola.

 

 

Para atuar no segmento, é necessário ter afinidade com questões ambientais e desenvolver projetos que minimizem o impacto ao meio ambiente. Outras carreiras, como advocacia e engenharia química e civil, têm papel importante na área, uma vez que o setor envolve vários, tipos de profissionais. “A sustentabilidade é um assunto amplo e essencial para as empresas. É possível usar os conceitos em uma plataforma de petróleo ou em matriz energética, diz Cristiane Cortes, coordenadora do curso de engenharia química da FAAP.

 

 

Futuro no mar

A engenharia de petróleo também merece destaque quando o assunto é o futuro. Além de ser uma das aposta do mercado e garantir um boa remuneração , a especialização ganhou destaque recentemente quando a USP (Universidade de São Paulo) transferiu a sede do curso  da Escola Politécnica para a Baixada Santista.

O objetivo da transferência é aproximar a universidade dos investidores do pré-sal e de futuros profissionais que irão atuar na área.

 

 

Fonte: Marianna Pedrozo

Metro Jornal – @jornal_metro


 

Deixe uma resposta

Newsletter

E-mail:

Inscrever
Desinscrever

Publicidade