HSM Educação adquire faculdade em SP

jul 12, 2011 by     No Comments    Posted under: Destaque, Gestão Educacional, Notícias

Criada há apenas seis meses, a HSM Educação – empresa do grupo de mídia RBS e do fundo BR Investimentos, do economista Paulo Guedes – comprou uma faculdade em São Paulo e fechou uma parceria com a PUC-PR para iniciar seus cursos de educação executiva.

“Para conceder os certificados do MBA precisamos de um registro do MEC [Ministério da Educação]. Por isso, compramos uma faculdade”, disse Marcos Noll Barboza, presidente da HSM Educação, sem revelar o nome da instituição nem o valor envolvido no negócio.

 

Segundo o Valor apurou, a faculdade adquirida é a Módulo, cujo dono é o mesmo da FIAP, voltada para área de tecnologia. Tanto a HSM quanto a Módulo não se pronunciaram sobre a informação. A instituição está fechada desde o início do ano.

O plano, com a compra, é ter uma faculdade premium de administração com foco em gestão de negócios, com poucos alunos, cerca de 200. Barboza explica que a HSM não pretende focar sua atuação em cursos de graduação, e sim na área de educação executiva – segmento em que é reconhecida no mercado.

O objetivo da companhia é montar uma rede de universidades parceiras em 20 localidades do país e ministrar cursos de educação executiva junto com essas instituições de ensino. Por isso, não há interesse em comprar outras faculdades e se transformar em um concorrente.

Nesse sentido, a HSM fechou sua primeira parceria com a PUC-PR para ministrar MBAs nos campi de Curitiba e Londrina. “Os certificados vão ser emitidos pela HSM, com a chancela da PUC-PR”, diz Barboza. Por esse modelo de parceria, a universidade curitibana se compromete a reformar e modernizar as instalações dos campi que abrigarão os cursos de MBA. A receita obtida com os cursos será dividida entre a HSM e a PUC-PR.

Esse sistema que contempla divisão do faturamento e investimento por parte da universidade parceira será estendido para as outras instituições de ensino que trabalharão com a HSM. Na quarta-feira, Barboza deve anunciar sua segunda parceria com uma universidade em São Paulo.

A FGV-Rio também está se associando à instituições de ensino da Bahia, São Paulo, Mato Grosso do Sul e Santa Catarina para expandir sua presença. As escolas parceiras, que participam de processo licitatório para abrigar os cursos da FGV, se comprometem a oferecer instalações novas, com computadores e transmissão de aulas via internet, seguir o currículo estabelecido pela fundação e pagar os professores da escola. Além disso, pagam 15% da receita à FGV. Em Osasco, por exemplo, o parceiro está investindo R$ 9 milhões em obras para receber os cursos.

Em outra frente, a HSM fechou parceria com o Instituto Euvaldo Lodi (IEL), entidade ligada à Confederação Nacional da Indústria (CNI) e responsável por organizar cursos de capacitação profissional para as empresas associadas da CNI. Segundo Barboza, o público-alvo são as empresas de pequeno e médio porte, com faturamento entre R$ 10 milhões e R$ 100 milhões. Cerca de 2,5 mil associadas da CNI enquadram-se nesse perfil. “Vamos montar turmas de 36 alunos, sendo que será permitido ter no máximo três pessoas da mesma empresa por classe para que haja uma troca de experiências”, afirmou.

Fonte: Beth Koike

Valor Econômico – 11/07/2011

Got anything to say? Go ahead and leave a comment!

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Newsletter

E-mail:

Inscrever
Desinscrever

Publicidade