CPA da UNEB aponta alta empregabilidade

jul 6, 2011 by     No Comments    Posted under: Destaque, Gestão Educacional, Notícias

Os estudantes da UNEB, após concluírem a graduação, têm mais de 90% de chance de conseguir vaga no mercado de trabalho.

Esse foi um dos dados apresentados ontem (10) pela Comissão Própria de Avaliação (CPA) da instituição a professores, servidores e gestores da UNEB, durante mesa-redonda realizada no auditório do Centro de Pesquisa em Educação e Desenvolvimento Regional (CPEDR), no Campus I, em Salvador.

No evento foram divulgados os principais resultados das pesquisas A presença da UNEB nos meios locais a partir dos seus egressos: aproximação da universidade com o mundo do trabalho e A evasão na UNEB: um mapeamento do fenômeno nos campi I e XIX (Camaçari).

A atividade foi prestigiada pelos pró-reitores de Graduação (Prograd), José Bites, e de Assistência Estudantil (Praes), Paulo Gonçalves, e pelo diretor da Unidade de Desenvolvimento Organizacional (UDO), Djalma Fiuza.

O levantamento dos dados, que contou com a parceria do Programa de Pós-Graduação em Educação e Contemporaneidade (PPGEduC) da instituição, teve início em 2007. No total, foram entrevistados 382 ex-alunos da universidade que abandonaram ou desistiram de cursos e 370 que concluíram as graduações em 2007, nos 24 campi.

Segundo Augusto Mendes, coordenador da CPA, a avaliação institucional integra a política de qualificação acadêmica implementada pela administração central da UNEB.

“Já começamos a colher bons resultados. Em março apresentamos uma pesquisa de imagem, que descobriu que a UNEB está entre as três universidades mais lembradas pelos jovens pré-vestibulandos do estado e figura entre as duas mais conceituadas em Salvador”, lembrou Augusto.

Para a consultora que apresentou a pesquisa sobre egressos, Elisiana Barbosa (foto home), os dados servirão para subsidiar a CPA com elementos analíticos sobre a realidade da instituição.

“O perfil traçado descreve um sujeito jovem, com no máximo 30 anos (72,2%), solteiro (68,4%), do gênero feminino (64%), licenciado (69,5%), que estudou na região metropolitana de Salvador (23,5%). Entre os pesquisados, 85,7% reconheceram a formação adquirida na UNEB como adequada”, detalhou Elisiana.

Ainda de acordo com a pesquisadora, foram calculados alguns quocientes tendo como base a relação da universidade e o mercado de trabalho.

“A eficiência da formação na UNEB é percebida, em sentido mais amplo, pelo grau de empregabilidade dos graduados. O resultado indica que o egresso da UNEB tem uma probabilidade de 90,8% de estar empregado”, pontuou Elisiana.

Faixa etária, raça, ocupação, renda, natureza do curso, opção pelo sistema de cotas, gênero, área de atuação, setor onde atua e município de origem e de formação foram pontos-chave nos questionários aplicados no estudo.

A pesquisa sobre a situação dos egressos também teve a parceria da Secretaria Geral de Cursos (SGC), vinculada à Prograd, que forneceu dados que facilitaram o contato com os participantes.

Evasão: fenômeno geral

Na pesquisa A evasão na UNEB: um mapeamento do fenômeno nos campi I e XIX foeram avaliados os motivos que levaram os estudantes a abandonarem ou desistirem de cursos, a etapa em que isso se deu com maior frequência e qual é a maior evasão entre cursos e departamentos.

Segundo a consultora Maria Isabel Vivas, o estudo ainda é um projeto-piloto que servirá para subsidiar tanto o processo de avaliação institucional quanto à tomada de decisões nas gestões departamentais.

“A evasão no ensino superior privado ou público brasileiro é um fenômeno que vem se agravando nos últimos anos em todos os estados, em todos os cursos e áreas de conhecimento. Esse é um importante indicador para a compreensão do papel das universidades na contemporaneidade”, avaliou Maria Isabel.

Para a consultora, no caso das instituições de ensino superior públicas, esses dados são ainda mais instigantes, “já que os estudantes enfrentam maior concorrência para ingressarem nas universidades e não têm como justificativa para a evasão o preço das mensalidades”.

Maria completa: “Percebemos também que boa parte dos evadidosa foi aprovada em outras instituições públicas, o que a obriga a escolher entre uma ou outra universidade”.

Os dados da pesquisa apontam também o Departamento de Ciências Humanas (DCH) do Campus I como o que tem o maior número de evasões. Entre os cursos, ciências contábeis lidera o índice.

“Vale ressaltar que em números absolutos isso já era esperado, visto que esse é o departamento com maior número de cursos. Verificamos também que em alguns casos o abandono se deu por falta de identificação do graduando com o curso”, salientou a consultora.

Após a explanação dos resultados das pesquisas, os participantes sugeriram alguns aprofundamentos nos estudos, que vão ser analisados pela comissão para levantamentos futuros.

“Vamos precisar atuar conjuntamente, CPA, pró-reitorias, colegiados de cursos, para que possamos continuar aprofundando essas pesquisas, que vão servir como parâmetro para ações de qualificação da UNEB”, concluiu Augusto Mendes.

 

 

Sobre a UBEB

A Universidade do Estado da Bahia – UNEB é uma instituição pública, gratuita, mantida pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Educação, que em 2004 fez 21 anos, está presente geograficamente em todas as regiões do Estado, estruturada no sistema multicampi.

A complexidade de sua estrutura está diretamente ligada ao seu papel social, pois possui 29 Departamentos sediados na capital e em 24 centros regionais de médio e grande porte. Além disso, a Rede UNEB 2000, um programa especial em convênio com prefeituras municipais, faz-se presente em aproximadamente 137 municípios, para graduar professores em exercício na rede pública. Nos seus diversos cursos de graduação, o aluno tem acesso a um sistema de biblioteca informatizada, laboratórios e equipamentos de informática, que garantem as atividades de ensino.

 

Fonte: Carol Soledade
Núcleo de Jornalismo
Assessoria de Comunicação – UNEB

Got anything to say? Go ahead and leave a comment!

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Newsletter

E-mail:

Inscrever
Desinscrever

Publicidade