Uma nova métrica: o Custo Por Fã

mai 10, 2011 by     1 Comment     Posted under: Notícias, Redes Sociais

O crescimento vertiginoso do Facebook no Brasil trouxe mais uma sigla para os relatórios dos marketeiros digitais de plantão, o CPF ou Custo Por Fã. Temos discutido com frequencia nas aulas dos cursos de gerentes de mídias sociais da Ecommerce School, o quanto a aquisição de fãs através de anúncios pagos no Facebook tem se mostrado uma estratégia interessante para as empresas, uma vez que depois que a pessoa clica no botão “Curtir” da página de fãs da empresa, passa a visualizar em seu mural, todas as postagens feitas pela empresa.

O cálculo do CPA é feito tendo por base o número de fãs adquiridos (FA) dividido pelo valor investido na campanha (VI), sendo:

CPF = FA ÷ VI

O CPF pode se tornar em breve um concorrente para o CPA, que é o Custo Por Aquisição. Como o CPA pode ser aquisição de vendas ou mailings, nesse artigo vou relacionar o CPA apenas à aquisição de mailing para a empresa, explico o porquê:

Quando investimos no CPA para aquisição de mailing de clientes, criamos uma base de e-mails que será posteriormente usada para receber disparos de peças em HTML com ofertas da empresa. Para se comunicar com essa base, a empresa terá que fazer disparos frequentes e relevantes. Disparos frequentes vão demandar investimentos numa boa ferramenta de disparos de e-mails, ou seja há custos envolvidos. Criação de conteúdos relevantes também vai demandar tempo de redação e design, o que também envolve custos. Sendo assim, o Custo da Aquisição de mailing lists, não acaba quando adquirimos o email de alguém, esse custo perdura a cada campanha de e-mail marketing disparada.

Por outro lado, o CPF tem uma vida menos custosa, uma vez que depois que alguém clicar em “Curtir”, não haverá mais custos para empresa impactar esse consumidor, pois as postagens que fizer no mural da página de fãs, não necessitam de ferramentas pagas e tampouco de designs sofisticados. Outra vantagem do CPF é que cada postagem feita, que aparecer no mural do consumidor, pode ser facilmente compartilhada com sua lista de amigos, coisa pouco freqüente nos disparos de e-mail marketing comerciais.

Com um simples clique no botão “Compartilhar”, essa postagem é publicada e visualizada por toda lista de amigos de uma pessoa. Para fazer o mesmo com um e-mail, essa pessoa teria que encaminhar a mensagem para todos os e-mails de sua lista de contatos. Pense. Você já fez isso alguma vez com uma mensagem comercial?

Aliado a isso está a vantagem da pulverização das mensagens. Ao invés de publicar todas as ofertas de uma vez num HTML de e-mail, a empresa pode publicar aos poucos em sua página de fãs. Isso faz com que a comunicação fique mais sutil e mais freqüente.

Não acho que o email marketing irá acabar, pelo contrário, acredito que essa poderosa ferramenta de vendas, responsável atualmente por cerca de 30% das vendas das lojas virtuais, tende a ser cada vez mais usada. Mas olhando pelo lado de relacionamento e fidelização, o CPF dá um banho.

O que devemos prestar atenção é no crescimento do CPF, diretamente proporcional ao aumento no número de usuários do Facebook aqui no Brasil. Investir numa boa página de fãs, com conteúdos bacanas e fáceis de serem compartilhados é um bom começo.

Ao comprar anúncios no Facebook, invista na aquisição de fãs e não apenas em cliques para seu site. Há uma grande diferença aí. Ao configurar seu anúncio, você tem a possibilidade de escolher entre enviar o usuário para uma URL externa, ou seja, seu site, ou enviar o consumidor para sua página de fãs.

No primeiro caso estamos falando de CPA, pois uma vez no seu site esse consumidor poderá comprar algo ou se cadastrar para receber suas ofertas. No segundo caso, o usuário deverá ser estimulado a clicar no botão “Curtir” da sua página de fãs.

Crie anúncios no Facebook com o Call to Action para curtição e não deixe também de criar um formulário na sua página de fãs, para captura de e-mails. O mais importante é deixar o consumidor escolher por onde ele quer ser impactado. Boas vendas!

Fonte: @redes_sociais

1 Comment + Add Comment

Got anything to say? Go ahead and leave a comment!

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Newsletter

E-mail:

Inscrever
Desinscrever

Publicidade