Investimento da HSM vai atingir 40 milhões

mai 4, 2011 by     No Comments    Posted under: Destaque, Notícias

Parceria entre o grupo gaúcho de mídia RBS e o fundo BR Investimentos, do economista Paulo Guedes, a HSM Educação está investindo R$ 40 milhões para entrar no mercado de cursos para executivos.

Os recursos serão aplicados em duas sedes em São Paulo e uma no Rio, além de parcerias com faculdades localizadas em 30 cidades fora do eixo Rio-São Paulo. A previsão da HSM Educação é ter entre 25 mil a 30 mil alunos nos próximos quatro anos.

Para levar esse contingente de executivos para a sala de aula, a HSM vai aproveitar a sua rede de palestrantes internacionais, cujos eventos costumam atrair centenas de executivos brasileiros em eventos como a “ExpoManagement”. Entre os “gurus” já confirmados nos cursos da HSM estão, por exemplo, os americanos John Kotter, Philip Kotler, Dave Ulrich, William Ury e o indiano (naturalizado americano) Vijay Govindarajan.

“Estamos criando cursos flexíveis, com temas e palestrantes atuais. Nossa vantagem em relação aos MBAs, por exemplo, é que os nossos cursos não são engessados porque não precisam seguir as normas do MEC”, explica Marcos Noll Barboza, presidente da HSM Educação há quatro meses.

A HSM Educação também pode vir a adquirir, nos próximos anos, uma faculdade para ministrar um curso de MBA ou entrar com pedido de registro desta modalidade de curso no MEC.

Nesse mercado, a HSM vai concorrer com o Ibope, que em setembro do ano passado anunciou a entrada na área de educação. O Ibope Educação prevê ter, no primeiro ano de atividades, um total de 3 mil alunos e um faturamento de R$ 4 milhões.

As empresas de educação e eventos da HSM têm acionistas em comum. A HSM Eventos tem como sócios a Geo Eventos – que é controladora, com 51%, e é fruto de uma sociedade entre a Globo (60%) e a RBS (40%) – e a BR Investimentos, que ficou com os outros 49% do capital.

O economista Paulo Guedes havia adquirido 100% da HSM Brasil em 2009. No fim do ano passado, Guedes negociou a venda de uma parcela do capital da HSM para a RBS. “Há quatro anos, a RBS estudava entrar na área de educação e a proposta do Paulo Guedes era o que procurávamos”, disse Barboza, que foi executivo da RBS por 17 anos.

Fonte: Valor Online
Publicada: 03/05/2011
Por: Beth Koike

Deixe uma resposta

Newsletter

E-mail:

Inscrever
Desinscrever

Publicidade