IES-Rankings serão auditados e terão selo

abr 11, 2011 by     No Comments    Posted under: Destaque, Notícias

Os rankings que classificam instituições de ensino superior também passarão a ser avaliados. A iniciativa do Ireg Observatory on Ranking and Academic Excelence (ireg-observatory.org) pretende auditar as listagens. “Os rankings devem estar preparados para ser avaliados se querem ser confiáveis”, diz o diretor do observatório Kazimierz Bilanow.

A participação das instituições será voluntária e custará 2.000 euros para membros do grupo e 4.000 euros para os não membros, além dos participantes terem de arcar com as despesas de viagens dos auditores.

A auditoria dirá se a listagem seguiu os “Princípios de Berlim sobre Rankings de Instituições de Ensino Superior” –lançados em 2006– que estabelecem diretrizes, como transparência na finalidade e nos objetivos e na coleta e no processamento dos dados, o que garante a qualidade dos resultados.

“Os rankings não são puramente científicos, sempre haverá elementos subjetivos”, diz o diretor.

O resultado positivo das avaliações será afirmado com um selo de qualidade, a ser lançado nos próximos meses. Para a organização, o selo vai mostrar quais classificações são as mais confiáveis porque seguem os princípios de transparência. “Um bom ranking deve ajudar o estudante a fazer escolhas inteligentes”, afirma Bilanow.

>

VEJA OS RANKINGS GLOBAIS E A POSIÇÃO DAS UNIVERSIDADES BRASILEIRAS

Nome Desde quando Nº de universidades listadas Top 5 Top 5 brasileiras Site
Academic Ranking of World Universities (China) 2003 500 Harvard (EUA) USP (101-150)* http://www.arwu.org/ARWU2010.jsp
Universidade da Califórnia – Berkeley (EUA) Unicamp (201-300)
Stanford (EUA) UFMG (301-400)
MIT (EUA) UFRJ (301-400)
Cambridge (Reino Unido) Unesp (301-400)
Times Higher Education (Inglaterra) 2004 200 Harvard (EUA) Nenhuma http://www.timeshighereducation.co.uk/world-university-rankings/2010-2011/top-200.html
Caltech (EUA)
MIT (EUA)
Stanford (EUA)
Princeton (EUA)
QS World University Ranking (Inglaterra) 2004 642 Cambridge (Reino Unido) USP (253) http://www.topuniversities.com/university-rankings/world-university-rankings/2010
Harvard (EUA) Unicamp (292)
Yale (EUA) UFRJ (381)
University College London (Reino Unido) PUC-RJ (501-550)*
MIT (EUA) Unesp (551-600)
Top 500 Webometrics (Espanha) 2004 (duas vezes por ano) 500 MIT (EUA) USP (51) http://www.webometrics.info/premierleague.html
Harvard (EUA) Unicamp (161)
Stanford (EUA) UFRGS (166)
Universidade da Califórnia – Berkeley (EUA) UFRJ (209)
Cornell (EUA) Unesp (238)
Performance Ranking of Scientific Papers for Research Universities (Taiwan) 2007 500 Harvard (EUA) USP (74) http://ranking.heeact.edu.tw/en-us/2010/TOP/100
Stanford (EUA) UFRJ (341)
Universidade Johns Hopkins (EUA) Unicamp (345)
Universidade de Washington – Seattle (EUA) UFRGS (419)
Universidade da Califórnia – Los Angeles (EUA) Unesp (424)
Leiden Ranking (Holanda) 2008 500 MIT (EUA) UFMG (470) http://socialsciences.leiden.edu/cwts/products-services/leiden-ranking-2010-cwts.html
Universidade Rockfeller (EUA) USP (471)
Princeton (EUA) Unicamp (478)
Stanford (EUA) UFRGS (485)
Caltech (EUA) UFRJ (487)
Scimago Institutions Ranking (Espanha) 2009 2.833 Academia Chinesa de Ciências (China) USP (19) http://www.scimagoir.com
Centro Nacional de Pesquisas Científicas (França) Unicamp (143)
Academia Russa de Ciências (Rússia) Unesp (200)
Harvard (EUA) UFRJ (211)
Universidade de Tóquio (Japão) UFRGS (303)
Global Universities Ranking (Rússia) 2009 430 MIT (EUA) USP (274-276) http://www.globaluniversitiesranking.org/index.php?option=com_content&view=article&id=94&Itemid=131
Caltech (EUA)
Universidade de Tóquio (Japão)
Columbia (EUA)
Universidade Lomonosov de Moscou (Rússia)
High Impact Universities (Austrália) 2010 500 Harvard (EUA) USP (229) http://www.highimpactuniversities.com/rpi.html
Stanford (EUA) Unicamp (357)
MIT (EUA) UFRJ (441)
Universidade da Califórnia – Los Angeles (EUA) UFRGS (472)
Universidade da Califórnia – Berkeley (EUA)

*No Academic Ranking of World Universities (a partir da 101ª posição) e no QS World University Ranking (a partir da 401ª), as universidades passam a ser classificadas em intervalos de posições.

>

Fonte: Jornal Folha de São Paulo – Marina Mesquita

Got anything to say? Go ahead and leave a comment!

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Newsletter

E-mail:

Inscrever
Desinscrever

Publicidade