Entrevista: Marcelo Campos – Coordenador

fev 21, 2011 by     No Comments    Posted under: Destaque, Entrevistas

Marcelo Campos Carvalho, 28 anos, com MBA em Estratégia Empresarial e graduado em Administração com Habilitação em Marketing, com mais de 6 anos de experiência em Marketing, Coordenador de Marketing na FAM (Faculdade das Américas) carreira desenvolvida em empresas como Banco Alfa de Investimento, Sul América Seguros, Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, UNINOVE, entre outras.

MKTnasIES: Marcelo conte-nos um pouco sobre a sua trajetória profissional até agora?
Marcelo Campos:
Há seis anos atuo na área de marketing, e cinco deles focados no mercado educacional. Na UNINOVE comecei atuando no departamento de pesquisa e planejamento de mercado, onde era responsável por elaborar relatórios utilizando as principais ferramentas de Marketing como: Benchmarking, Sistema de Informação de Marketing (SIM), Análise SWOT, Curva ABC, CRM, entre outras. Passei também pelo departamento de mídia, com controle do Budget, elaboração de briefing, planos de mídia, desenvolvimento de peças publicitárias, orçamento de novas mídias, e acompanhamento das ações efetuadas pela agência de publicidade. Com a experiência adquirida nestas duas áreas consegui obter um ótimo conhecimento do mercado educacional, e que me deu um ótimo embasamento para conseguir coordenar hoje o departamento de Marketing na Faculdade das Américas.


MKTnasIES: Recentemente em seu twitter você escreveu “Nada como comprovar com números que as ações de Mkt estavam corretas, meta superada com investimento 80% menor que ano passado.” A que se deve tamanha evolução? O que foi mudado na estratégia e planejamento do ano passado para esse?
Marcelo Campos: Cheguei na FAM em setembro com a responsabilidade de elaborar o plano de comunicação do processo seletivo de 2011-1 em uma semana, sem um valor de budget definido e sem o histórico de campanhas passadas. Traçamos um planejamento totalmente diferente do ano anterior, extraindo os principais atrativos da faculdade, destacando projetos especiais e o atendimento diferenciado. Criei um departamento exclusivo de processo seletivo, com o objetivo de “encantar” os candidatos, fazendo uma conexão com os outros departamentos da Faculdade, como financeiro e secretaria. Conhecemos melhor o aluno da instituição, seus hábitos de leitura, passeios, principais interesses, etc., e com um investimento em mídia reduzida foi muito importante focar nas principais mídias, e apostei nas que me trouxeram melhores resultados no passado, mesclando o on-line e o off-line.


MKTnasIES: Nem todos os planos de mídia são um primor de qualidade e virtudes. Claro e nem sempre temos verba o suficiente para deixa-lo como desejamos. Com base nesse cenário, quais as estratégias utilizadas para a escolha de uma determinada mídia? E quais mídias estão dando mais retorno nas campanhas?
Marcelo Campos: Realmente elaborar o plano de mídia fica complicado quando não temos a verba que desejamos, mas como tudo na vida, achamos que o que temos nunca é o suficiente, porém, temos que trabalhar com o que nos foi disponibilizado. Ter um plano de mídia estruturado e bem planejado é o mais importante, com um bom planejamento até com pouco conseguimos fazer muito. Com o cenário que temos, a escolha da mídia tem que ser definida com muito cuidado, precisamos escolher o melhor custo benefício, um tiro para fora e sua verba, que não é muito, pode ficar comprometida. A distribuição do plano de mídia em diferentes seguimentos também é importante, precisamos estar rodeando o candidato por todos os lados, na Internet, no rádio, no jornal, na TV, etc., claro dentro de nossas possibilidades. Mensurar o retorno da mídia individualmente é praticamente impossível, posso ver seu anúncio no jornal e buscar seu telefone na internet, na minha cabeça te encontrei na internet, mas o que me impactou de verdade foi o jornal, somente quando fazemos ações pontuais com ações específicas conseguimos destacar o retorno de determinado veículo. Acredito muito no conjunto, a probabilidade de clicarem em meu banner em um determinado site se já tiverem visto meu anúncio no jornal, TV, ou ouvido nas rádios, é muito maior, pois nossa marca vai ficando guardada na cabeça de quem recebe a mensagem, e a ligação entre os anúncios traz um retorno melhor. O duro é comprovar isso para os outros diretores, que acham que entendem mais de marketing do que tudo mundo…


MKTnasIES: As redes sociais trouxeram inovações é a possibilidade das pessoas manifestarem suas opiniões. Como foi o processo de imersão da instituição nas redes sociais? E como vocês lidam com possíveis insatisfações?
Marcelo Campos: As redes sociais ainda são “cavernas” a serem exploradas, não sabemos o seu tamanho real e tampouco a sua força, vemos várias histórias de empresas que se perdem dentro das redes sociais por apenas estarem porque todos os concorrentes lá estão. Ainda estamos em processo de imersão, hoje não podemos estar nas redes sociais apenas para não ficar de fora, temos que fazer a diferença ativamente, tornando da rede social mais um canal de comunicação, como o Call Center, Ouvidoria, etc., e mais do que isso, temos que ter “pescadores” atuando por trás das redes, literalmente, pescando candidatos através de pesquisas e mapeamentos.

Porém para que esse trabalho seja efetuado com eficiência o monitoramento precisa ser constante, efetuados por analistas interados de tudo o que acontece na instituição, aptos a sanar qualquer dúvida que apareça.


MKTnasIES: Que dicas você daria para quem pretende fazer carreira em Marketing Educacional?
Marcelo Campos: Hoje o grande problema no marketing educacional, no meu ponto de vista, é a interferência de outras áreas nas tomadas de decisões, ainda encaram o marketing como um custo e não investimento, e vejo instituições tendo grandes problemas por alterações efetuadas no marketing, e não conseguirem mais se reposicionar no mercado, onde profissionais preferem deixar a sua marca na instituição, do que propriamente fortalecer a marca da mesma. Creio que a tendência do marketing educacional seja se profissionalizar cada vez mais, criando departamentos mais estruturados e conquistando mais espaço dentro das tomadas de decisões. O mercado cada vez mais competitivo exigirá isso, e somente com profissionais mais capacitados, mais focados em educação, as faculdades ganharão destaque no mercado. Por isso quem quer fazer carreira no Marketing Educacional essa é a hora.

Got anything to say? Go ahead and leave a comment!

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Newsletter

E-mail:

Inscrever
Desinscrever

Publicidade