Publicidade ou Relacionamento?

jan 13, 2011 by     6 Comments    Posted under: Destaque, Redes Sociais, Webmarketing

Que o Facebook, Twitter e o quase esquecido Orkut, geram milhões e milhões de acessos não é nenhuma novidade. Que eles são a bola da vez também não é nenhuma novidade. Agora pergunto a vocês que trabalham ligados ao marketing não só em instituições de ensino mas em um âmbito geral para que servem as redes sociais?

Calma que eu vou me expressar melhor, sabemos que as redes sociais em sua grande maioria são freqüentadas pelo publico jovem (que é exatamente o nosso público alvo) ai eu me pergunto mas o porque até o presente momento não se existe um modelo de publicidade realmente eficiente?

Porém tenho uma opinião sobre isso, depois de participar de alguns eventos, conversar com muitos profissionais, acho que devemos enxergar nesse momento as redes sociais como um canal de relacionamento e não como um canal de publicidade on-line. Vejo as redes sociais como um canal para fortalecermos as nossas marcas e de termos um bom relacionamento com os nossos “consumidores”.

Os nossos “consumidores” nos seguem até nossos canais nas redes sociais de forma espontânea, com o principal intuito mostrar aos demais sua “paixão” pela marca, ou de ficar atento sobre as novidades (dependendo do segmento promoções). Repare quantos membros existem na comunidade eu faço faculdade X , eu sou ex aluno da faculdade Y, eu tenho carro Z. Como será que eles foram parar nessas comunidades vocês já parou para pensar?

As redes sociais estão totalmente ligadas ao lado afetivo, que as pessoas tem pelas nossas marcas e isso é uma coisa que nas redes sociais nos não podemos influenciar através de propaganda. É exatamente para esses consumidores que falam bem das nossas marcas que colhemos os frutos de amanhã.

É por isso que digo que as redes sociais não são uma enorme bolha de soluções publicitárias e sim de relacionamento, onde as pessoas nos procuram espontaneamente para obter informações sobre nossos produtos e serviços. E que quando não estão satisfeitos é o primeiro lugar que procuram, para manifestar suas insatisfações.  Alguns já batizaram esses tipos de problemas em marcas e consumidores na web como crise 2.0. Será que você está preparado para ela ou ainda está procurando alguma forma de fazer publicidade?

6 respostas para “Publicidade ou Relacionamento?”

  1. jonathas disse:

    eu digo que é relacionamento com pitadas de publicidade implícita.

  2. Juliana disse:

    Post perfeito. Você retratou o que a maioria dos internautas sentem.
    Continuem assim.
    Parabéns!

  3. Por isso que digo, temos que agregar valor a marca, só assim conseguiremos “clientes/consumidores” fiéis. Abraços.

  4. Juliana Magalhães disse:

    Concordo plenamente também. Não basta lançar a propaganda sem saber oque o cliente realmente precisa ou espera do seu produto. E isso só acontece criando esse “laço afetivo”, onde fará principalmente com que ele divulgue essa satisfação (aliás, essencial para o sucesso da propaganda).

  5. Não existe uma receita de bolo em mídias sociais, por isso a nossa dificuldade em definir posicionamentos estratégicos. É preciso considerar a natureza do negócio e, mais ainda, o momento desse negócio. Se a empresa não se sente preparada para estar oficialmente nas redes sociais é porque não está mesmo.
    Bom, como ela vai fazer para sair da inércia é outra história. Diante de tantos casos, do setor educacional ou não, a lição aprendida é: entenda primeiro o contexto! Talvez, o almejado relacionamento que gera capital social ainda não seja tão possível aqui e agora, como se tem proposto.
    Aliás, entender o contexto, em outras palavras, diagnosticar, é o pressuposto da comunicação efetiva, seja on ou offline.

  6. Renata Neris disse:

    Falar de igual para igual com seu público e mostrar-se atento ao que ele fala é primordial. Mantive contato com os alunos diariamente durante todo meu expediente e o retorno é muito grande. Eles estão realmente te acompanhando. Acho sim que as redes são, acima de tudo, para relacionamento. Continuo que nosso melhor produto de venda é o próprio aluno.

Deixe uma resposta

Newsletter

E-mail:

Inscrever
Desinscrever

Publicidade